Bruxelas, 2 dez (EFE).- A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, afirmou hoje que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) mantém suas portas abertas para a entrada de novos membros.

"A política de portas abertas da aliança continua", afirmou Rice em entrevista coletiva após uma reunião em que os ministros de Exteriores da Otan decidiram não conceder ainda a Geórgia e Ucrânia o chamado Plano de Ação para a Adesão (MAP, em inglês).

Em vez de incluir os dois países no MAP - considerado o primeiro passo para a entrada -, os ministros preferiram "dar mais poder" às comissões bilaterais de cooperação da Aliança com os dois países para ajudar Kiev e Tbilisi a conseguir progressos para fazer parte da Otan no futuro.

Os ministros ressaltaram o compromisso da aliança já manifestado na cúpula de Bucareste do último mês de abril, quando disseram que tanto Geórgia como Ucrânia serão membros da organização desde que realizem as reformas necessárias - declaração reforçada hoje pelo secretário-geral da organização, o holandês Jaap de Hoop Scheffer.

A reunião de hoje ocorre após meses de pressão por parte dos Estados Unidos a favor da adesão dos dois países. Os americanos acabaram desistindo por conta da clara oposição de um grupo de países - o principal deles a Alemanha.

Rice, que participa de sua última reunião ministerial antes de deixar o cargo (será substituída por Hillary Clinton, nomeada pelo presidente eleito dos EUA, Barack Obama), disse que o processo de entrada das duas ex-repúblicas soviéticas será "longo". EFE rcf/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.