Quito, 21 jan (EFE).- Ricardo Patiño, atual ministro coordenador da Política do Equador, substituirá Fander Falconí no Ministério das Relações Exteriores, Comércio e Integração, após este último renunciar no início do mês, devido a divergências em torno da negociação da iniciativa ambientalista Yasuní-ITT.

O presidente equatoriano, Rafael Correa, informou hoje sobre a nomeação em uma entrevista ao "Canal Uno" de televisão, no qual indicou que, "em nível de relações exteriores, há dois postos-chave: Defesa e Relações Exteriores", onde se precisa de "gente muito leal", de "grande consistência ideológica".

"A pessoa que reúne essas características é Ricardo Patiño e vamos encarregar a ele a Chancelaria", disse, em breves declarações sobre o tema.

Em 13 de janeiro, Correa havia atribuído o comando do Ministério das Relações Exteriores, Comércio e Integração ao vice-ministro, Lautaro Pozo, depois que dois dias antes, o então chanceler, Fander Falconí, anunciou sua renúncia ao cargo. EFE sm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.