Ricardo e Emanuel conquistam bronze no vôlei de praia

O baiano Ricardo Santos se tornou o maior medalhista olímpico da história do vôlei de praia brasileiro ao conquistar o bronze, ao lado do parceiro Emanuel Rego, na Olimpíada de Pequim. A medalha é a terceira de Ricardo, que foi prata em Sydney-2000, junto com José Marco Melo, e ouro em Atenas-2004, já com Emanuel.

BBC Brasil |

Além de Emanuel, que agora tem um ouro e uma prata, outras quatro brasileiras acumulam duas medalhas olímpicas no vôlei de praia: Sandra Pires (um ouro e um bronze), Shelda (duas pratas), Adriana Behar (duas pratas) e Adriana Samuel (uma prata e um bronze).

Na decisão do terceiro lugar em Pequim, Ricardo e Emanuel derrotaram os paraibanos Renato Gomes e Jorge Terceiro, que defenderam a Geórgia na Olimpíada, por 2 sets a 0.

Surpresa
As duas duplas, que mantêm uma relação de amizade e costumam treinar juntas há quatro anos, já haviam se enfrentado na primeira rodada - quando a partida também terminou com a vitória de Ricardo e Emanuel.

Os brasileiros da Geórgia foram a grande surpresa do torneio olímpico de vôlei de praia masculino ao alcançar as semifinais depois de entrar na competição como a 15ª melhor dupla entre as 24 participantes.

Quando defendem o país que adotaram, Renato joga com o nome de Geor, e Jorge é Gia - a dupla é conhecida no circuito internacional como Geor/Gia.

Na disputa pelo bronze, na Arena de Vôlei de Praia do Parque Chaoyang, Ricardo e Emanuel foram superiores durante toda a partida e não tiveram problemas para fechar o jogo com parciais de 21 a 15 e 21 a 10.

Os campeões olímpicos de Atenas encerraram a campanha em Pequim com seis vitórias e apenas uma derrota, contra os também brasileiros Márcio e Fábio Luiz, na semifinal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG