Rezai denuncia mais fraudes nas eleições iranianas

O candidato conservador iraniano Mohsen Rezai, terceiro colocado na eleição presidencial de 12 de junho, denunciou mais irregularidades durante a apuração e afirmou que em algumas circunscrições a participação chegou a 140%, informa o site Tabnak.

AFP |

"Quando apresento a lista de 170 circunscrições onde a participação ficou entre 95% e 140%, isto quer dizer que falo generalidades ou que os casos devem ser examinados?", questionou em um discurso na televisão estatal.

Kamran Daneshjoo, diretor eleitoral no ministério do Interior, declarou que os três candidatos derrotados em 12 de junho diziam "generalidades" quando falavam de irregularidades.

Não existe um censo eleitoral no Irã e um eleitor pode, em tese, votar em qualquer lugar do país, mas na prática se conhece a quantidade de potenciais eleitores para cada circunscrição.

Rezai criticou mais uma vez a recusa do ministério do Interior de divulgar os resultados detalhados de cada local de votação, como exige desde sábado.

Os três candidatos derrotados apresentaram uma demanda por 646 irregularidades, segundo o porta-voz do Conselho dos Guardiães da Constituição, Abas Ali Kadjodai.

sgh/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG