O candidato conservador derrotado nas últimas eleições presidenciais iranianas, Mohsen Rezai, advertiu nesta segunda-feira que as divisões políticas e sociais surgidas após a polêmica votação de 12 de junho ameaçam provocar o colapso da República Islâmica.

Em uma mensagem publicada em seu site, o ex-comandante da Guarda Revolucionária afirma que existe um "complô para provocar o colapso interno e enfraquecer o Irã".

"A continuaidade desta situação está nos levando para um colapso", destaca.

O candidato conservador, terceiro na eleição presidencial, recorreu contra a reeleição do presidente Mahmud Ahmadinejad, antes de retirar as demandas.

Os outros dois candidatos derrotados, o conservador moderado Mir Hossein Mussavi e o reformista Mehdi Karubi, mantêm os pedidos de anulação das eleições, com denúncias de fraude.

"O que mais precisamos é de uma unidade baseada na justiça, na liberdade, na democracia, no Islã e na revolução", completa a mensagem de Rezai, que apela aos demais candidatos a "sentar a mesma mesa para defender os interesses nacionais".

Milhares de iranianos protestaram nas ruas contra a reeleição do ultraconservador Ahmadinejad e os confrontos deixaram pelo menos 20 mortos.

A vitória de Ahmadinejad foi confirmada pelas autoridades em 29 de junho.

bur/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.