Rezaei retira queixas contra resultado das eleições no Irã

Teerã, 24 jun (EFE).- O candidato conservador Mohsen Rezaei decidiu retirar as queixas que tinha apresentado ao Conselho de Guardiães, pelas supostas irregularidades nas eleições presidenciais iranianas de 12 de junho.

EFE |

Em carta enviada ao presidente do Conselho, Ahmad Jannati, o conservador se queixa da "falta de tempo" para seguir com o processo.

"A situação política, social e de segurança entraram em uma fase delicada e sensível, que é muito mais importante que a própria eleição", afirmou Rezaei, que obteve somente 1,73% dos votos.

A desistência é conhecida poucas horas depois de o líder supremo da Revolução Iraniana, o aiatolá Ali Khamenei, conceder a prorrogação de cinco dias no prazo dado aos Guardiães da Revolução para que estudem as queixas dos três candidatos derrotados.

Reunidos, estes candidatos apresentaram até o momento 646 queixas por supostas irregularidades em favor do atual presidente, o ultraconservador Mahmoud Ahmadinejad, além de pedir a anulação do processo e a repetição do pleito.

O Conselho de Guardiães admitiu que pelo menos 50 cidades registraram um número maior de votos que de eleitores recenseados.

No entanto, já advertiu que isso não seria suficiente para mudar o resultado das eleições, e por isso sua repetição foi descartada.

Desde que os resultados provisórios das eleições foram divulgados, o Irã se transformou em palco de protestos e enfrentamentos que até o momento custaram a vida de pelo menos 20 pessoas, segundo números oficiais. EFE jm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG