Revistas masculinas sujam imagem da mulher, diz oposição na Grã-Bretanha

O Partido Conservador britânico, da oposição, criticou as revistas masculinas nesta segunda-feira, argumentando que este tipo de publicação está formando uma geração de pais irresponsáveis.

BBC Brasil |

Michael Gove, porta-voz do partido para assuntos ligados à educação, associou o conteúdo das revistas dedicadas ao público masculino ao desmantelamento familiar e à desvalorização das mulheres.

"Devemos levantar questões sobre o hedonismo instantâneo celebrado pelas revistas que visam atrair homens jovens", disse Gove.

"Publicações como Nuts e Zoo pintam a imagem da mulher como um objeto permanentemente e sensualmente disponível", disse ele durante um discurso que teve como objetivo defender políticas do partido para casamento, família e educação.


Revistas são criticadas por "sujar imagem feminina" / Reprodução

Juntas, as duas publicações mensais britânicas vendem mais de 500 mil exemplares. Em sua última edição, a Nuts trouxe na capa fotos de cinco mulheres de topless e a Zoo promove atualmente uma competição para eleger a "namorada mais burra" da Grã-Bretanha.

Ainda na opinião do porta-voz, "as fotos usadas por elas reforçam um conceito muito limitado sobre a beleza e uma abordagem muito superficial sobre o que é a mulher".

O conservador elogiou o trabalho feito pelas revistas femininas que, segundo ele, abordam assuntos de "maneira madura e responsável."
"Nós deveríamos perguntar àqueles que tiram seus lucros ao encorajar um comportamento irresponsável entre homens, o que pensam que estão fazendo".

Leia mais sobre sexualidade

    Leia tudo sobre: sexualidade

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG