Revelação na Espanha de conversas com a Polícia irrita os McCann

Londres, 11 abr (EFE).- Gerry e Kate McCann, pais da menina britânica Madeleine, estão furiosos com a revelação na Espanha de conversas que tiveram com a Polícia portuguesa após o desaparecimento da criança, ocorrido em maio de 2007, em Portugal.

EFE |

A transcrição das conversas que os McCann tiveram com a Polícia indica, segundo a imprensa britânica publica hoje, que Madeleine perguntou à mãe por que não a atendeu na noite anterior ao desaparecimento quando ela e os irmãos choravam.

O porta-voz dos McCann, Clarence Mitchell, disse que o vazamento da informação, divulgada nesta quinta-feira pelo canal de televisão "Telecinco", pretende desprestigiar os pais de Madeleine, vista pela última vez em 3 de maio de 2007, no Algarve (Portugal).

Mitchell acrescentou que a revelação do documento, que está protegido pelas leis portuguesas, coincidiu com a viagem que os McCann fizeram ontem ao Parlamento Europeu.

"Este é o tipo de detalhe relevante que Kate e Gerry apresentaram à Polícia imediatamente. Isso permaneceu nos arquivos durante onze meses e surge no dia que vão à Europa (ao Parlamento). Esta foi uma flagrante tentativa de prejudicar seu trabalho na Europa", disse Mitchell.

Quase todos os jornais britânicos publicam na primeira página uma frase que Madeleine teria dito pouco antes de seu desaparecimento, em um centro turístico do Algarve.

"Por que não veio ontem à noite quando chorávamos, mamãe?", foi a pergunta que Madeleine teria feito na manhã de 3 de maio de 2007, em referência a ela e aos irmãos gêmeos de dois anos.

Segundo Mitchell, Kate e Gerry McCann ficaram surpresos com esse comentário, pois observavam os filhos constantemente e não havia prova de que as crianças tivessem chorado naquela noite.

Os McCann pediram ontem no Parlamento Europeu que fosse estabelecido um sistema de alarme em toda a União Européia (UE) diante de casos de desaparecimentos de crianças.

O casal apadrinha um projeto de resolução promovido pelos eurodeputados britânicos que defende "importar" para a UE o Alerta Amber, que funciona nos EUA desde 1996.

Este sistema envolve a Polícia, autoridades fronteiriças e de transportes, o serviço nacional de meteorologia e meios de comunicação para alertar rapidamente quando uma criança está desaparecida.

Madeleine desapareceu do quarto onde dormia com os irmãos em um centro turístico da Praia da Luz, no Algarve, enquanto os pais jantavam em um restaurante próximo.

Os pais da menina iniciaram depois uma intensa campanha por vários países para pedir à população que ajude a encontrar Madeleine. EFE vg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG