Reunião de Unasul termina sem que Colômbia apresente acordo com EUA

QUITO - A reunião de ministros da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) terminou hoje em Quito sem que a Colômbia tenha apresentado seu acordo militar com os Estados Unidos, embora o chanceler equatoriano, Fander Falconí, tenha dito que o organismo se fortaleceu.

EFE |

Segundo ele, uma das chaves da reunião foi "a constatação do fortalecimento da Unasul", um organismo que "não tem que ir a instâncias internacionais para resolver problemas".

Em relação ao acordo militar sobre as bases, um dos focos de preocupação de vários países-membros da Unasul e que foi tratado na reunião, Falconí informou que o assunto "vai seguir em discussão".

Tanto o chanceler da Bolívia, David Choquehuanca, como Nicolás Maduro e Ramón Carrizales, chanceler e ministro da Defesa venezuelanos, respectivamente, lamentaram, porém, que a Colômbia não tenha apresentado o documento do acordo.

Para Falconí, na reunião houve "pontos de consenso e de desacordo", e reiterou que entre os avanços está o estabelecimento de mecanismos para troca de informação e de cooperação em matéria de segurança.

Leia mais sobre Unasul

    Leia tudo sobre: base militarcolômbiaeuaunasul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG