Réu esfaqueia juíza no tribunal e é morto

Um homem julgado por assassinato na Califórnia (oeste) foi morto na sala do tribunal depois de apunhalar a juíza, na quarta-feira, informaram nesta quinta a polícia e a imprensa local.

AFP |

David Paradiso, de 29 anos, tinha acabado de deixar a tribuna das testemunhas do tribunal de Stockton (perto de San Francisco), quando de repente se lançou sobre a juíza Cinda Fox e a esfaqueou, descreveu um oficial da polícia do condado de San Joaquín.

Segundo o jornal local, o Stockton Record, um investigador responsável pelo caso, que estava no tribunal na hora do julgamento, disparou imediatamente contra Paradiso que acabou morrendo.

Fox continuava hospitalizada na noite de quarta-feira. Seu estado de saúde é estável.

David Paradiso atacou a juíza assim que ela anunciou a suspensão da audiência, decidida depois que a família do réu se irritou com o julgamento e deixou o tribunal, indicou o jornal.

A família do acusado havia advertido as autoridades sobre a possibilidade de Paradiso poderia tentar levar uma arma para o tribunal, destacou a imprensa.

rcw/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG