Retomar relações com Equador levará tempo, diz chanceler colombiano

Bogotá, 26 dez (EFE).- O ministro das Relações Exteriores da Colômbia, Jaime Bermúdez, admitiu hoje que o restabelecimento da relação diplomática com o Equador tomará tempo, em entrevista publicada por um jornal de seu país.

EFE |

"Um país não pode ser frágil ou se abrandar frente aos temas vitais para a Colômbia só para ter melhores relações com os demais", disse Bermúdez na entrevista ao diário "El Tiempo", acrescentando que "com relação ao Equador foram feitos muitos esforços".

Quito rompeu relações diplomáticas com Bogotá em março último, após uma operação desenvolvida por tropas colombianas contra um acampamento clandestino das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) em território equatoriano, na qual morreram 26 pessoas, entre elas "Raúl Reyes", porta-voz internacional do grupo.

Ao ser questionado sobre algumas condições impostas pelo Equador para retomar as relações, anunciadas por seu novo chanceler Fander Falconí, Bermúdez disse que preferia não entrar em debates e optou pela discrição.

"Não acho oportuno entrar em um contraponto de declarações.

Dissemos que qualquer aproximação deve partir da prudência e da discrição nas declarações", especificou.

Bermúdez anunciou também que em janeiro "é possível" que viaje aos Estados Unidos para uma série de reuniões com a equipe do presidente eleito Barack Obama. EFE rrm/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG