Resultados na Alemanha confirmam perda de poder da coalizão de Merkel

Berlim, 10 mai (EFE).- Os resultados definitivos do pleito regional no estado federado alemão da Renânia do Norte-Vestfália confirmam a perda do poder da União Democrata-Cristã da chanceler Angela Merkel, que, além disso, cede a maioria no Bundesrat, a Câmara Alta ou territorial em Berlim.

EFE |

Berlim, 10 mai (EFE).- Os resultados definitivos do pleito regional no estado federado alemão da Renânia do Norte-Vestfália confirmam a perda do poder da União Democrata-Cristã da chanceler Angela Merkel, que, além disso, cede a maioria no Bundesrat, a Câmara Alta ou territorial em Berlim. Embora a CDU de Merkel tenha sido a vencedora apertada percentualmente do pleito no estado mais povoado da Alemanha com 18 milhões de habitantes, também foi a grande perdedora das eleições ao ceder mais de 10 pontos frente às realizadas em 2006. A comissão eleitoral informou hoje que a CDU obteve 34,6% de votos na Renânia do Norte-Vestfália, enquanto a oposição social-democrata conseguiu um 34,5%, o resultado mais apertado que se lembra. Por sua vez, os verdes atingiram 12,1% e quase duplicaram os votos de há 5 anos, os liberais 6,7% e o partido da Esquerda 5,6%, alcançando pela primeira vez representação na câmara de Düsseldorf. Os resultados representam a perda do poder da até agora governante coalizão de democratas-cristãos e liberais, e uma aposta em uma nova aliança de social-democratas e verdes, embora estes também não tenham chegado a somar uma maioria parlamentar. Matematicamente é possível uma grande coalizão de democratas-cristãos e social-democratas, assim como uma aliança entre social-democratas e Verdes à qual poderia somar-se a Esquerda. EFE jcb/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG