Quito, 1º jul (EFE).- O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) do Equador confirmou nesta quarta-feira os resultados das últimas eleições gerais, o que dá início ao plano para a posse do reeleito presidente do país, Rafael Correa, em 10 de agosto.

O presidente do CNE, Omar Simon, em um pronunciamento em rede nacional, confirmou que Correa venceu o pleito de 26 de abril com 51,99% dos votos.

O chefe de Estado, que foi investido pela primeira vez em janeiro de 2007, assumirá seu novo mandato de quatro anos no dia 10 de agosto, data histórica para o Equador, pois marca o bicentenário do primeiro grito da independência do país.

Correa venceu nas eleições um de seus principais opositores, o ex-presidente Lúcio Gutiérrez, que obteve 28% dos votos.

As eleições de 26 de abril elegeram também novos legisladores, prefeitos, governadores provinciais e vereadores.

A apuração evidenciou ainda que o movimento governista Aliança País terá a maioria na Assembleia Nacional, com cerca da metade das 124 cadeiras que formam o Parlamento. EFE fa/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.