Restos humanos encontrados em antigo orfanato britânico pertenciam a cinco crianças

A Polícia da ilha de Jersey, um paraíso fiscal no Canal da Mancha, informou nesta quinta-feira que os restos humanos encontrados em um antigo orfanato pertenciam a pelo menos cinco crianças.

AFP |

O inspetor Lenny Harper, responsável pela investigação de supostos abusos de menores em um antigo orfanato em Jersey, território dependente do Reino Unido, a apenas 22 quilômetros da costa francesa, indicou nesta quinta-feira que foi difícil para os especialistas determinar quando as crianças morreram.

Isso poderá impedir a abertura de uma investigação por assassinatos, admitiu Harper em uma entrevista concedida à BBC.

"Segundo os últimos elementos, não será possível indicar uma data exata da morte", indicou.

A Polícia começou a escavar em fevereiro o antigo orfanato Haut de la Garenne, no povoado de St. Martin, em Jersey, após as denúncias de que cerca de 100 moradores da ilha teriam sofrido abusos físicos e sexuais, desde os anos 60.

Algumas pessoas que prestaram depoimentos durante essa investigação sobre o que é chamado de "orfanato do horror" afirmam que em Haut de la Garenne havia quartos sob a terra nos quais crianças eram abusadas sexualmente e trancadas.

As supostas vítimas revelaram histórias de crianças agredidas, violentadas, drogadas em quartos ocultos no local.

Três pessoas foram acusadas durante essa investigação.

O orfanato, que funcionou até 1986, foi transformado em um albergue da juventude em 2004.

bur/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG