Restos achados no Peru confirmam sacrifícios humanos incas

Por Marco Aquino LIMA (Reuters) - Pelo menos 33 restos humanos, na maioria de adolescentes, foram achados com sinais de terem sido sacrificados por uma civilização inca que povoou há cerca de 600 anos uma extensa zona na costa norte do Peru.

Reuters |

Os restos se encontram em bom estado, e alguns representam cortes por facas afiadas nas zonas das vértebras, da clavícula e do pescoço, disse à Reuters o diretor do Museu Bruning, Carlos Webster, encarregado do projeto de escavação do sítio arqueológico de Chotuna-Chornancap, nos arredores da cidade de Chiclayo.

"A maioria está em bom estado, conservam os tecidos da pele, o pelo. Estavam a 30 centímetros e dois metros sob terra, numa área sem problema de umidade", disse Webster, segundo quem a descoberta confirma estudos sobre sacrifícios humanos no antigo Peru, supostamente para aplacar desastres naturais, como chuvas e secas.

"Era parte de um ritual, e isso era o valor fundamental dos sacrifícios", acrescentou o investigador. "Os restos pertencem em sua maioria a meninas de uns 15 anos. Uma delas aparentemente estava grávida, porque se encontrou em seu abdome o osso de uma clavícula de um não-nascido, provavelmente de 4 meses."

O complexo Chotuna-Chornancap tem 95 hectares e corresponde à cultura Chimú, que se desenvolveu entre os anos 1100 e 1400, até o domínio do império inca, que atingiu seu apogeu por volta de 1500.

O trabalho de Webster na área começou em dezembro de 2007, e agora passará à fase dos exames de DNA para determinar a origem dos corpos, com ajuda de especialistas dos EUA.

Para completar o trabalho, serão recolhidas amostras genéticas de cerca de 50 pessoas que vivem perto do sítio arqueológico. "Essa análise é para ver a que grupo familiar pertencem, a que grupo étnico, ver sua origem. Esse trabalho pode levar uns seis meses."

No fim de 2008, outro grupo anunciou a descoberta dos restos de uma mulher em outro complexo arqueológico da região, e ela também apresentava sinais de ter sido sacrificada.

O Peru, um país rico em culturas antigas, tem centenas de sítios arqueológicos datados de milhares de anos, que abarcam dezenas de culturas, o que inclui as famosas ruínas da cidade inca de Machu Picchu.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG