Responsável por ataque a creche belga também é suspeito de matar idosa

Bruxelas, 26 jan (EFE).- O jovem belga Kim De Gelder, acusado de assassinar a facadas dois bebês e uma funcionária de uma creche da localidade de Dendermonde, é também suspeito de ter matado uma idosa em Beveren uma semana antes.

EFE |

"A Polícia federal dispõe de indicações muito claras de que há uma relação entre o episódio de Dendermonde e o assassinato de uma mulher idosa em Vrasene cometido no dia 16 de janeiro", declarou o promotor de Dendermonde, Christian du Four.

Até agora não havia nenhuma pista sobre o autor deste crime, mas agora há indicações de "que são suficientemente claras tanto para a Polícia, como para o juiz de instrução e para mim mesmo", declarou Du Four.

O promotor também afirmou que chama a atenção de que "os dois episódios tenham acontecido com um intervalo de exatamente uma semana: 16 de janeiro e 23 de janeiro".

Segundo a emissora "VRT" as "indicações claras" são vestígios do DNA de De Gelder encontrados na casa da mulher assassinada, embora o promotor não tenha confirmado esta informação. EFE vl/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG