Responsável ministerial afegão é seqüestrado no norte do Paquistão

Islamabad, 3 nov (EFE).- O conselheiro do Ministério de Desenvolvimento Rural afegão, Akhtar Kohistani, foi seqüestrado por um grupo de homens armados no noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão, informou hoje à Agência Efe uma fonte oficial.

EFE |

Kohistani, que estava há três dias na pequena localidade de Seerdor, pertencente ao distrito de Chitral, foi seqüestrado na madrugada passada enquanto visitava a residência de parentes, segundo uma fonte policial citada pela agência estatal "APP".

O porta-voz do Ministério do Interior paquistanês, Mukarrib Mukhtar, disse à Efe que as autoridades paquistanesas já estão investigando o ocorrido para tentar conseguir libertar o funcionário afegão "o mais rápido possível".

Kohistani tinha trabalhado para o serviço em língua pashtun da rede britânica "BBC".

Por enquanto, nenhum grupo reivindicou a autoria do seqüestro.

Em 22 de setembro, o cônsul afegão na cidade de Peshawar, Abdul Farahi, também foi seqüestrado por um grupo de homens armados, que atiraram contra o veículo no qual ele viajava.

Farahi, que tinha sido designado para se transformar no novo embaixador de seu país no Paquistão, continua em paradeiro desconhecido. EFE igb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG