Responsáveis do Acnur no congo se preparam ante chegada 30.000 deslocados

Genebra, 29 out (EFE).- Os membros do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) no nordeste da República Democrática do Congo (RDC) estão encerrando os preparativos para a possível chegada à cidade de Goma de mais de 30.

EFE |

000 deslocados internos.

Estas pessoas se viram forçadas a fugir ante o aumento dos confrontos entre as forças rebeldes e os militares na região norte do país, conhecida como Kivu Norte.

As dezenas de milhares de pessoas que podem estar fugindo para o sul incluem cerca de 20.000 pessoas que já tinham sido deslocadas anteriormente do campo de Kibumba, 10 quilômetros ao norte de Goma, e cerca de 10.000 dos povoados vizinhos.

Segundo o escritório da agência da ONU em Goma, a situação na cidade é cada vez mais tensa, e já se contabilizaram cinco mortos.

Desde que as lutas no Kivu Norte aumentaram em janeiro de 2008, 800.000 pessoas fugiram de suas casas e vivem como deslocados internos.

A Acnur tem estabelecidos na região 16 campos nos quais moram cerca de 100.000 pessoas, e o resto faz isto em 40 acampamentos improvisados espalhados por toda a província.

As agências humanitárias prevêem que o total de pessoas deslocadas na província alcança 1 milhão. EFE mh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG