Os contêineres com centenas de toneladas de resíduos britânicos enviados ilegalmente ao Brasil chegaram nesta sexta-feira à Inglaterra, onde as autoridades continuam investigando sua procedência, informou a Agência de Meio Ambiente britânica.

Setenta e um dos 89 contêineres carregados de dejetos supostamente contaminados chegaram ao porto de Felixstowe (leste da Inglaterra) a bordo de um cargueiro que zarpou do porto de Santos há duas semanas. O resto será devolvido em breve.

"Os contêineres serão fumigados, depois examinaremos seus conteúdos para recolher provas para nossa investigação sobre a procedência desses resíduos", declarou Andrew Higham, da agência, através de um comunicado.

Três pessoas foram detidas e liberadas sob fiança no mês passado em conexão com esta investigação. A exportação de lixo ilegal pode acarretar no Reino Unido multa ilimitada e até dois anos de prisão.

As autoridades brasileiras descobriram nos últimos meses resíduos poluentes nesses contêineres com 1.400 toneladas de dejetos que chegaram aos portos brasileiros procedentes da Grã-Bretanha.

Os carregamentos, que segundo o Ibama, desembarcaram com declarações falsas indicando que se tratava de plástico reciclável, incluíam partes de aparelhos eletrônicos, fraldas, pilhas, restos de alimentos, seringas, preservativos, produtos químicos e outros materiais cujo transporte é proibido pela Convenção da Basileia (1992).

O Brasil, que indicou contar com a cooperação das autoridades britânicas, apresentou o caso no final de julho ante esta Convenção, que controla o movimento transfronteiriço de dejetos perigosos e proíbe a transferência entre países, em particular para nações em desenvolvimento.

ra/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.