crítica na Índia - Mundo - iG" /

Resgate de vítimas entra em fase crítica na Índia

Os esforços para resgatar as vítimas das enchentes no Estado Bihar, na Índia, entraram em uma fase crítica e final, segundo o responsável pela operação. Prataya Amrit disse à BBC que cerca de 60 mil a 80 mil pessoas precisam ser resgatadas de seis áreas críticas nos distritos de Sepaul e Madhepura.

BBC Brasil |

"Nós pretendemos completar as operações de resgate e evacuação nos próximos dois dias", afirmou. "É a parte mais crucial da operação porque essas áreas receberam a maior força das enchentes."
Segundo Amrit, mais de 650 mil pessoas já foram resgatadas das áreas afetadas. Ele afirma que mais de 3 mil soldados, com a ajuda da Marinha, resgataram a maior parte das pessoas que estavam isoladas.

Amrit disse ainda que o nível da água em áreas inundadas baixou "drasticamente, mas uma organização não-governamental em Bihar, a Mandan Bharti Jagriti Samaj, afirma que 500 mil pessoas ainda precisam ser resgatadas.

Doenças
As autoridades em Bihar foram criticadas por não conseguir resgatar vítimas das enchentes mais de uma semana depois de a extensão do problema se tornar aparente.

Dezenas de milhares de sobreviventes foram colocados em campos sem condições sanitárias, onde a tensão aumenta devido à falta de suprimentos de emergência.

Também há relatos de vítimas realizando saques perto dos campos de refugiados.

"Há uma diferença entre a necessidade e a quantidade de material de emergência disponível", admitiu Amrit. "Estamos tentando resolver esse problema."
Com a expectativa de que o número de pessoas nos campos possa praticamente dobrar nos próximos dias, há temores de que as más condições levem a explosão de doenças como a cólera.

O desastre na Índia começou no dia 18 de agosto, quando as chuvas fizeram com que o rio Kosi mudasse de curso, afetando severamente as áreas mais propensas a inundações.

Nesta semana, as chuvas de monção tem causado caos no Estado indiano de Assam, assim como no Nepal e em Bangladesh.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG