Diferentes versões de um vídeo que mostra um coala sendo resgatado de um dos incêndios na Austrália já recebeu mais de um milhão de visitas no site YouTube. O animal ganhou destaque mundial e se tornou símbolo de esperança de sobrevivência no país.

O coala foi resgatado com queimaduras nas patas em meio a uma área devastada pelo fogo e bebeu água da garrafa do bombeiro que o encontrou, algo incomum a um coala selvagem, que, geralmente, é arredio com humanos, dizem especialistas.

Além da tragédia humana, acredita-se que mais de um milhão de animais nativos tenham morrido nos piores incêndios da história do país, segundo o Resgate de Vida Selvagem do estado de Victoria.

Entre as vítimas estavam animais de criação, como ovelhas, gado e cavalos, de estimação, como cães e gatos, e espécies nativas, como répteis, cangurus, coalas, gambás, wombats, equidnas.Os serviços de emergência conseguiram resgatar alguns animais, muitos deles feridos e com queimaduras.

Aqueles com fraturas mais graves e praticamente incuráveis foram abatidos, segundo o serviço de resgate de Victoria.

Mais de 400 mil hectares de florestas foram queimados pelas chamas que chegaram a passar a 120 quilômetros por hora.

Alguns animais conseguiram escapar escondidos em buracos na terra feito por wombats e equidnas.

"Só vamos realmente saber a dimensão dos estragos na vida selvagem quando conseguirmos acesso a todas as áreas atingidas", disse Fiona Corked, do Resgate de Vida Selvagem de Victoria.

"Em alguns momentos, a força do fogo foi tão devastadora que mesmo cangurus (que podem chegar a velocidade de 60 quilômetros por hora), não conseguiram escapar correndo", disse um representante do serviço de emergência de Victoria ao jornal The Times.

Assista ao vídeo do coala resgatado:

Leia mais sobre Austrália

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.