Requião vai pedir a Lula a indicação de Zilda Arns ao Prêmio Nobel da Paz

O governador do Paraná, Roberto Requião, disse nesta sexta-feira que o Brasil não pode esquecer o exemplo deixado por Zilda Arns em seu trabalho à frente da Pastoral da Criança. Para isso, ele irá sugerir ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a indicação de Zilda ao Prêmio Nobel da Paz.

iG São Paulo |

"Se o presidente não encampar essa campanha, o Paraná todo vai encampar", disse o governador. A vida de Zilda Arns foi um exemplo de militância em favor da vida. Como fundadora da Pastoral da Criança, ela salvou milhares de vidas, afirmou, ao deixar o velório no no Palácio das Araucárias, sede do Governo do Paraná. Acompanhado do presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB), e do deputado federal José Aníbal (PSDB/SP), o governador passou cerca de 30 minutos no velório.

Reuters
Caixão com o corpo de Zilda Arns sendo velado no Palácio das Araucárias
Requião também irá pedir ao presidente que se institua um prêmio com o nome da fundadora da Pastoral da Criança para homenagear cidadãos e instituições que se destaquem no combate à mortalidade infantil. Minha ideia é que essa homenagem simbolize o a presença e o testemunho cristão de Zilda na Pastoral da Criança, explicou o governador.

Zilda Arns foi um exemplo não só para o Brasil, mas para o mundo todo. Ela veio ao mundo para servir de exemplo. Sua trágica morte nos deixa um exemplo de respeito, por ela e pela atuação que teve ao longo de sua vida. Era despojada de vaidades, voltada às causas sociais, falou Michel Temer.

Veja também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: haititerremotozilda arns

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG