Republicanos dizem que plano de Obama vai aumentar impostos

Washington, 25 fev (EFE).- O governador da Louisiana, o republicano Bobby Jindal, criticou hoje alguns dos planos econômicos do Governo de Barack Obama, que segundo ele buscam promover medidas intervencionistas e aumentar os impostos.

EFE |

O governador, filho de imigrantes indianos e um dos jovens integrantes em alta do partido, foi o escolhido pelos republicanos para responder ao discurso de Obama às duas Câmaras do Congresso.

Jindal, em discurso pela TV, disse que seu país propôs criar empregos reduzindo impostos sobre a renda e sobre os lucros empresariais, e criando incentivos para o investimento e a contratação de novos trabalhadores.

Mas os democratas, segundo ele, "rejeitaram este enfoque, e aprovaram o projeto de lei de maior despesa da história", disse o governador, em referência ao plano de estímulo econômico, avaliado em mais de US$ 1 trilhão se somados os juros pela dívida gerada.

"Os líderes democratas dizem que sua legislação fará crescer a economia, mas o que fará crescer é o Governo, aumentar seus impostos mais adiante, e causar mais dívidas às futuras gerações. É irresponsável", afirmou.

"Nós não achamos que a maneira de fortalecer o país seja aumentando nossa dependência do Governo. Achamos que a maneira de fortalecer nosso país é limitando as despesas de Washington e dando poder às pessoas e pequenas empresas para que façam crescer nossa economia e criem empregos", defendeu. EFE pgp/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG