Republicanos bloqueiam no Senado lei de proteção a fontes jornalísticas

Washington, 30 jul (EFE) - Os líderes republicanos do Senado dos Estados Unidos bloquearam hoje a votação de uma medida que permitiria aos jornalistas não divulgar suas fontes anônimas perante um tribunal, o que sepultou o projeto de lei antes do recesso de agosto. A oposição democrata não conseguiu reunir os 60 votos mínimos necessários para obrigar ao debate e votação definitiva no plenário do Senado do projeto de lei denominado Fluxo Livre de Informação, que também protegeria os jornalistas de uma possível prisão caso se negassem a divulgar as fontes. A Câmara de Representantes dos EUA aprovou por ampla margem uma medida similar em outubro de 2007. Estou muito decepcionada com que 43 dos meus colegas tenham optado por jogos partidários em vez de proteger a capacidade de nossa imprensa livre de exercer o papel de vigilância em nossa sociedade, disse a senadora democrata pela Louisiana e uma das autoras da medida, Mary L. Landrieu.

EFE |

"Os jornalistas não devem encarar superficialmente a decisão de usar fontes não citadas, mas, muitas vezes, é a única maneira de revelar informação importante ao público", acrescentou.

"O direito de utilizar fontes, livre de uma intimidação judicial, é chave para a supervisão adequada de nosso Governo", disse Landrieu, ao exemplificar as investigações jornalísticas sobre a fracassada resposta inicial do Governo ao furacão "Katrina" em 2005.

O líder da maioria democrata no Senado, Harry Reid, queria que a medida fosse votada antes do recesso legislativo de um mês inteiro que começa em dois dias, mas os republicanos impediram isso.

A iniciativa poderia retornar ao plenário do Senado depois do recesso, mas, faltando apenas cinco semanas para a 110ª sessão do Legislativo, poucos acreditam que haverá tempo para aprová-la.

Além disso, a medida enfrenta a oposição do presidente dos EUA, George W. Bush, que ameaçou vetá-la se seguir em frente. EFE mp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG