Republicano propõe aumentar cooperação energética entre EUA e Brasil

Washington, 12 mar (EFE).- O senador republicano Richard Lugar apresentou hoje, pela segunda vez desde 2007, um projeto de lei para ampliar a cooperação em matéria de segurança energética entre Estados Unidos e Brasil, antes do encontro entre os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Barack Obama neste sábado.

EFE |

Em comunicado, Lugar, que faz parte da Comissão de Relações Exteriores do Senado, afirmou que um desafio "fundamental" para os Estados Unidos no continente americano é forjar alianças para fazer frente aos desafios comuns, entre eles o da segurança energética.

"Nossos próprios esforços internos para reduzir a dependência do petróleo são reforçados por uma vigorosa aliança com nossos vizinhos", disse.

"Durante estes tempos econômicos difíceis, e enquanto os preços do petróleo estão baixos, devemos iniciar políticas que tornem nossas economias menos vulneráveis" a problemas no preço ou demanda do petróleo, ressaltou o senador.

A iniciativa apresentada por Lugar procura ampliar a cooperação entre Brasil e EUA para a produção de biocombustíveis, que começou durante o mandato de George W. Bush em 2007.

Se for aprovada, a legislação estabeleceria um fórum regional de energia que, através de diversos mecanismos flexíveis, evitaria a "manipulação política do comércio de petróleo".

Também pede estudos sobre as necessidades de biocombustível enfrentadas pela América Latina e o potencial de sua produção, com uma ênfase em ajudar os países mais pobres da região que dependem do petróleo estrangeiro.

O senador republicano elogiou hoje a decisão de Obama de receber Lula este sábado na Casa Branca.

"O Brasil é um aliado-chave além de nossos esforços em matéria de segurança energética. A resposta à mudança climática, à segurança alimentar e ao fomento da economia global obviamente são tarefas compartilhadas", afirmou Lugar. EFE mp/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG