Republicano conquista cadeira no Senado que era de Obama

Em disputa apertada no Estado de Illinois, Mark Kirk vence candidato democrata Alexi Giannoulias

iG São Paulo |

Entre as pelo menos seis vagas que o Partido Republicano conquistou no Senado americano nas eleições legislativas de terça-feira, uma tem valor simbólico: Mark Kirk, de Illinois, vai ocupar a cadeira que era do presidente Obama quando ele era senador, há dois anos.

Em uma disputa apertada, Kirk venceu o democrata Alexi Giannoulias. A eleição em Illinois sempre foi favorável aos democratas, que só haviam sido derrotados no Senado uma vez nas últimas quatro décadas.

Mas uma série de escândalos abalou o partido do presidente neste estado do meio oeste. E como em quase todo o país, os eleitores manifestaram o descontentamento com a crise econômica.

"Há uma onda de descontentamento a favor dos independentes e as pessoas estão cansadas de ver o governo gastar dinheiro que não tem", afirmou Kirk tras ao votar em um bairro de Chicago.

Eleito pela primeira vez para a Câmara de Representantes em 2000, Kirk, de 51 anos, tem uma reputação de moderado nas questões sociais e de conservador nas questões fiscais. Obama fez campanha ativa para Giannoulias, 34 anos, que teve a candidatura abalada pela falência de um banco de sua família, o Broadway Bank, depois de uma série de empréstimos duvidosos.

O Partido Democrata perdeu a maioria na Câmara dos Representantes, mas manteve o controle do Senado nas eleições legislativas dos Estados Unidos, realizadas nesta terça-feira. Segundo resultados parciais, o Partido Republicano conquistou pelo menos 60 cadeiras na Câmara dos Representantes que antes estavam nas mãos dos democratas, ganhando assim o controle da Casa.

Na corrida pelo Senado, apesar de candidatos democratas terem perdido vagas para a oposição em pelo menos cinco Estados, o partido conseguiu manter a maioria. A contagem dos votos ainda está em andamento. As últimas urnas foram fechadas no Alasca, à 1h da madrugada desta quarta-feira em Washington (3h em Brasília).

Com AFP

    Leia tudo sobre: obamaillinoiseleições legislativassenadoeua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG