República Dominicana paga dívida à Venezuela com feijão

A República Dominicana vai pagar uma dívida de US$ 12 milhões referente ao petróleo comprado da Venezuela usando feijões pretos, informou nesta terça-feira o ministério da Fazenda dominicano. Os feijões vão começar a ser exportados em 2010, segundo o acordo firmado entre a Bariyen (a filial da estatal de petróleo venezuelana, PDVSA) e o governo dominicano. Segundo o ministério, os últimos detalhes devem ser acertados nos próximos dias.

BBC Brasil |

Além da oferta dos feijões, a República Dominicana teria proposto ainda oferecer serviços de turismo aos venezuelanos para pagar a dívida contraída com a compra do petróleo.

Petrocaribe

A negociação se enquadra no acordo Petrocaribe, iniciativa do presidente venezuelano, Hugo Chávez, de 2005, que permite aos 18 países signatários o financiamento de 40% do petróleo que compram em até 25 anos com apenas 1% de juros.

Os 60% restantes devem ser pagos no ato da compra.

Além do financiamento, outra vantagem que o Petrocaribe oferece aos seus signatários é a possibilidade de utilização de formas alternativas de pagamento.

Cuba, por exemplo, pagou boa parte de sua dívida com a Venezuela fornecendo serviços prestados por médicos e outros especialistas.

Estes acordos vêm sendo criticados pela oposição venezuelana, que afirma que o país está oferencendo seu maior bem econômico em troca do aumento de sua influência política na região.

Mas países signatários afirmam que vem sendo grande a importância do apoio venezuelano para suas economias nesta época de crise econômica.

O acordo Petrocaribe é assinado por Antigua e Barbuda, Bahamas, Belize, Cuba, Dominica, Granada, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Jamaica, Nicarágua, República Dominicana, São Cristóvão e Neves, São Vicente e Granadinas, Santa Lucia, Suriname, Costa Rica e Venezuela.


Leia mais sobre Venezuela

    Leia tudo sobre: acordocaribefeijãovenezuela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG