Representantes dos EUA e da Coréia do Norte tentam retomar negociação nuclear

Kuala Lumpur, 8 abr (EFE).- O negociador chefe dos Estados Unidos para a questão nuclear da Coréia do Norte, Christopher Hill, se reuniu hoje com o diplomata norte-coreano Kim Kye-gwan, na tentativa de retomar as discussões sobre o assunto, estagnadas desde o começo do ano.

EFE |

Hill se reuniu com Kim na embaixada dos EUA em Cingapura, país que ocupa a Presidência rotativa da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean), um grupo que, segundo fontes diplomáticas, pretende servir de ponte entre a Coréia do Norte e os países que participam das negociações multilaterais.

Em declaração para o canal de televisão "Channel News Asia", o negociador americano disse que "não se pode permitir mais demoras".

No último fim de semana, o porta-voz do Departamento de Estado americano, Tom Casey, disse em Washington que não há muitas probabilidades de que a reunião de Hill com Kim possa trazer avanços notáveis.

As negociações multilaterais para a desnuclearização da Coréia do Norte permanecem estagnadas desde o princípio do ano, já que os EUA afirmam que o regime de Pyongyang não cumpriu seu compromisso de declarar todo o seu programa nuclear em troca de ajuda na área de energia e incentivos políticos.

Pyongyang, em contrapartida, assegura que já entregou um relatório completo de seu programa nuclear no ano passado.

Hill esteve na sexta-feira passada em Jacarta, onde se reuniu com o presidente da Indonésia, Susilo Bambang Yudhoyono, com o objetivo de conhecer a postura de seu Governo em relação à Coréia do Norte.

China, Rússia, Coréia do Sul, e Japão são os outros quatro países que participaram das negociações multilaterais.

A Asean é formada por Brunei, Mianmar, Camboja, Filipinas, Indonésia, Laos, Malásia, Cingapura, Tailândia e Vietnã. EFE srn/rr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG