Representante das Farc na Espanha é detida em Madri

Madri - A Polícia espanhola prendeu neste sábado Rosario García Albert, considerada a representante das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) na Espanha, informaram à Agência Efe fontes da investigação.

EFE |

A mulher foi detida na localidade madrilena de San Lorenzo de El Escorial e era responsável na Espanha pela arrecadação de fundos para o grupo colombiano.

A detenção foi fruto de um trabalho de colaboração com as autoridades policiais da Colômbia e aconteceu graças às informações disponíveis nos computadores de "Raúl Reyes", o "número dois" das Farc que morreu no dia primeiro de março em um ataque da força aérea colombiana em território do Equador.

As fontes disseram que a detenção de Rosario García Albert não tem relação com uma eventual colaboração que tenha podido acontecer entre as Farc e a organização terrorista ETA, que atua na Espanha há quatro décadas e que procura pelas armas para independência do País Basco.

A Polícia realiza uma busca na casa da detida em busca de documentação, em uma operação que continua em andamento.

O promotor-chefe da Audiência Nacional, o tribunal espanhol que julga os crimes de terrorismo, viajou esta semana para Bogotá para conversar com as autoridades judiciais colombianas sobre a eventual relação entre a ETA e as Farc.

    Leia tudo sobre: farc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG