Representante da ONU para o clima anuncia renúncia

O holandês Yvo de Boer anunciou nesta quinta-feira que deixará seu posto de secretário-executivo da Convenção sobre o Clima da ONU (UNFCCC, na sigla em inglês), após quase quatro anos no cargo. Sua saída será efetivada em 1º de julho, cinco meses antes da reunião de cúpula no México na qual 193 países tentarão novamente chegar a um acordo global para o combate às mudanças climáticas.

BBC Brasil |

A reunião de cúpula anterior, realizada em Copenhague em dezembro, terminou sem um acordo global.

De Boer afirmou que está anunciando sua saída agora para que um sucessor possa ser apontado em tempo de preparar a reunião do México.

À frente da UNFCCC desde 2006, o holandês é considerado um dos principais responsáveis por ter colocado a questão das mudanças climáticas no topo das agendas de discussões globais.

De Boer estaria profundamente decepcionado com o resultado da cúpula de Copenhague, que reuniu 120 líderes mundiais mas fracassou em conseguir um acordo global.

Apesar disso, o secretário-executivo da UNFCCC disse que o fracasso de Copenhague não teve relação com sua decisão de deixar o cargo e que já procurava outro emprego desde o ano passado, antes da reunião.

De Boer disse que trabalhará como consultor em questões climáticas e de sustentabilidade para a empresa internacional de consultoria KPMG, além de trabalhar como pesquisador associado com várias universidades.

Antes de assumir o posto de secretário-executivo da UNFCCC, De Boer havia ocupado o posto de ministro do Meio Ambiente da Holanda e foi vice-presidente da Comissão das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG