Renuncia líder de terceiro partido japonês após resultado eleitoral

Tóquio, 3 set (EFE).- O presidente do Novo Komeito, Akihiro Ota, anunciou hoje sua renúncia após o forte descenso de votos registrado nas eleições do domingo no Japão, quando perderam dez cadeiras na Câmara de Representantes.

EFE |

"Toda a responsabilidade sobre os resultados das eleições à Câmara Baixa é minha e decidi renunciar como presidente", disse Ota, quem também perdeu seu assento como deputado.

O Novo Komeito, força de inspiração budista que na última legislatura fez parte da coalizão de Governo com o Partido Liberal -Democrata (PLD), deve escolher o sucessor de Ota na próxima segunda-feira.

Entre os possíveis nomes para presidir a terceira força do Japão se destaca Natsuo Yamaguchi, um de seus responsáveis responsáveis de políticas, segundo a agência local "Kyodo".

O secretário-geral do Novo Komeito, Kazuo ++Kitagawa++, que também perdeu sua cadeira no pleito do dia 30 de agosto, sugeriu hoje que também anunciará sua renúncia, igual que Ota.

Para Akihiro Ota, a liderança do partido "deve ser assumida por um parlamentar porque, como partido opositor, é importante a promoção de nossas políticas nos debates da Dieta (Parlamento)".

Nas eleições de 2005, o Novo Komeito obteve 31 cadeiras na Câmara Baixa, frente aos 21 que conseguiu este domingo. EFE clb/fk

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG