Renato Schifani é eleito como novo presidente do Senado italiano

Roma, 29 abr (EFE).- Renato Schifani, do partido Povo da Liberdade (PDL), foi eleito hoje presidente do Senado italiano por 178 votos a favor, 117 abstenções e três nulos.

EFE |

Schifani, um dos colaboradores mais próximos de Silvio Berlusconi, alcançou quatro votos além dos provenientes dos partidos que lhe apóiam oficialmente.

Além disso, Emma Bonino conseguiu 13 votos e o restante ficou dividido entre outros senadores.

O candidato conservador obteve a Presidência do Senado na primeira votação da Câmara Alta após a abertura, na amanhã de hoje, da 16ª legislatura italiana.

Os parlamentares da direita italiana, representada pelo PDL, pela Liga Norte e pelo Movimento pela Autonomia, que venceram as eleições gerais, aplaudiram a escolha de Schifani quando alcançou os 162 votos que precisava para obter a Presidência da Câmara.

A proclamação oficial foi realizada pelo senador mais antigo da casa, Giulio Andreotti.

Após a escolha do presidente do Senado deverá ser nomeado o da Câmara dos Deputados, cargo para o qual o PDL apresenta Gianfranco Fini, de 56 anos e presidente da direitista Aliança Nacional (AN), que concorreu às eleições dentro da lista do partido de Berlusconi.

EFE alg/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG