Renata e Talita quebram tradição e perdem pódio no vôlei feminino em Pequim

Pequim, 21 ago (EFE).- Quebrando uma tradição brasileira de pódios seguidos em Jogos Olímpicos na categoria feminina, a dupla Renata e Talita perdeu hoje para as chinesas Xue e Zhang Xi por 2 sets a 0 na disputa pelo bronze do vôlei de praia em Pequim.

EFE |

Em partida disputada na Arena de Vôlei de Praia da capital chinesa, o primeiro set foi equilibrado desde o início, mas terminou nas mãos da dupla chinesa, que venceu por 21-19.

No segundo set, as chinesas não deram chance às brasileiras desde cedo, abrindo 15 a 9 em menos de dez minutos. Depois, as asiáticas apenas mostraram tranqüilidade e mantiveram a vantagem.

As representantes do Brasil sempre tiveram um bom retrospecto no vôlei de praia desde que a modalidade passou a ser disputada nos Jogos Olímpicos, em 1996.

Nos primeiros Jogos do vôlei de praia, em Atlanta, o Brasil conquistou os dois lugares mais altos do pódio, com Jaqueline Silva e Sandra Pires, que ficaram com o ouro, e Adriana Samuel e Monica, que levaram a prata.

Nos Jogos de Sydney, em 2000, Adriana Behar e Shelda foram à final e terminaram a competição com a medalha de prata. Já Adriana Samuel e Sandra Pires conquistaram o bronze.

Em 2004, em Atenas, Adriana Behar e Shelda repetiram o feito de Sydney e voltaram para casa com a medalha de prata.

A principal esperança do vôlei de praia feminino em Pequim estava com a dupla formada por Juliana e Larissa, que conquistou o Pan do Rio de Janeiro em 2007.

No entanto, uma lesão nos ligamentos do joelho direito, sofrida em 18 de junho durante a etapa de Paris do Circuito Mundial, tirou Juliana dos Jogos de Pequim.

Larissa formou uma dupla de última hora com Ana Paula, mas a falta de entrosamento fez com que as duas brasileiras caíssem nas quartas-de-final, quando enfrentaram as americanas Walsh e May, atuais campeãs olímpicas.

No caminho até a disputa pelo bronze, Renata e Talita venceram na fase de grupos dos Jogos de Pequim as duplas Karantasiou e Arvaniti, da Grécia, Schwaiger e Schwaiger, da Áustria, e García e Candelas, do México.

Nas oitavas-de-final, as brasileiras passaram pelas norueguesas Maaseide e Glesnes, e nas quartas bateram as australianas Natalie Cook e Tamsin Barnett.

Nas semifinais, o sonho do ouro acabou nas mãos da dupla Walsh e May, algoz de Ana Paula e Larissa nas quartas. EFE rd/mh/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG