Remédios contra impotência podem funcionar em mulheres, diz estudo

Washington, 17 abr (EFE).- Cientistas americanos afirmaram ter conseguido bons resultados ao testar remédios para homens impotentes em mulheres com disfunção sexual.

EFE |

Uma equipe da Faculdade de Medicina da Geórgia, nos Estados Unidos, elaborou um relatório dizendo que a disfunção sexual feminina pode ser causada, em parte, pela quantidade insuficiente de sangue no órgão genital, como ocorre com os homens.

Na pesquisa, os cientistas fizeram experimentos com animais e compararam os efeitos de três remédios contra impotência: Viagra, Cialis e Levitra.

Os pesquisadores também observaram a ação do Viagra nas artérias que fornecem sangue aos órgãos genitais de ratos machos e fêmeas.

Nos humanos, esses são os caminhos que levam sangue ao pênis e à vagina.

Segundo o relatório, todos os compostos relaxavam as artérias, facilitando a provisão de sangue.

O estudo afirmou que cerca de 43% das mulheres apresentam sintomas de disfunção sexual, como falta de desejo, dificuldade para atingir o orgasmo e dores durante a relação. EFE jab/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG