Remédio contra impotência ajuda homens com problemas na próstata, diz estudo

(embargada até 1h de Brasília de terça-feira) Washington, 18 ago (EFE).- Uma dose diária do remédio Cialis (Tadalafil) contra a disfunção erétil pode ajudar homens com sinais de hiperplasia benigna da próstata (HBP) e aliviar sintomas do trato urinário inferior (LUTS), segundo um novo estudo divulgado hoje nos Estados Unidos.

EFE |

O estudo da revista "Urology", elaborado por cientistas da Universidade do Texas, da Universidade Noroeste e dos Laboratórios de Pesquisa Lilly, se baseia em uma análise de mais de mil homens, procedentes de dez países, que tomam Tadalafil.

Metade dos homens de 50 anos ou mais tem problemas provocados pelo LUTS e os remédios para tratá-los podem produzir efeitos secundários como enjôo, pressão baixa e disfunção sexual.

Os pacientes que participaram do estudo tinham que tomar um placebo durante quatro semanas.

Depois, os 1.056 homens foram divididos em cinco grupos que recebiam o placebo ou diferentes doses de Tadalafil.

Aqueles que tinham tomado Tadalafil registraram uma melhora significativa após no mínimo quatro semanas.

Os cientistas determinaram que uma dose de apenas cinco miligramas ao dia proporcionava o melhor resultado aos pacientes com LUTS.

Pacientes com HBP, uma doença freqüente em homens com mais de 60 anos que ocorre quando aumenta o número de células da próstata a tornando maior causando problemas ao urinar, também seriam beneficiados pelo remédio. EFE cae/bm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG