Relatórios indicam poucas chances de sucesso no Afeganistão

Documentos sigilosos da inteligência dos EUA são divulgados pelo New York Times enquanto Obama revisa estratégia do conflito

Reuters |

Dois novos relatórios sigilosos dos serviços de inteligência dos EUA sobre a guerra no Afeganistão dizem que há chances limitadas de sucesso no conflito, a não ser que o Paquistão persiga insurgentes que operam na região da fronteira, disse o jornal The New York Times.

Reuters
Soldado alemão passa perto de arame farpado durante missão na cidade de Iman Sahib, norte de Kunduz, Afeganistão
As Estimativas Nacionais de Inteligência apresentam avaliações mais negativas do que a revisão estratégica do conflito a ser apresentada na quinta-feira pelo governo.

Os dois relatórios de inteligência - um sobre o Afeganistão, o outro sobre o Paquistão - dizem que, embora haja progressos na guerra, a falta de disposição do Paquistão para coibir a presença de militantes em áreas tribais continua sendo um sério obstáculo, segundo o jornal.

Antecipando a avaliação oficial, a Casa Branca disse na terça-feira que o envio de 30 mil soldados adicionais no último ano levou a progressos importantes no conflito, e isso deve permitir a retirada parcial das forças a partir de julho.

O Times disse na terça-feira que as conclusões da comunidade de inteligência foram entregues na semana passada a membros das comissões de inteligência da Câmara e do Senado.

Comandantes militares e funcionários do Pentágono já haviam criticado a divulgação dos relatórios, alegando que eles estão desatualizados e haviam sido escritos por analistas que passaram pouco tempo na zona de conflito, segundo o próprio jornal.

    Leia tudo sobre: afeganistãoeuaotantaleban

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG