Relatório questiona o impacto positivo dos imigrantes na economia britânica

Os níveis recordes de imigrantes exercem muita pressão sobre os serviços públicos britânicos e o governo exagerou o impacto positivo do grupo sobre a economia, afirma um relatório divulgado pelo Parlamento.

AFP |

O documento elaborado por um comitê da Câmara dos Lordes, que inclui dois ex-ministros das Finanças, concluiu que a explosão na imigração desde a expansão pós-2004 da União Européia (UE) levou a um "pequeno ou nenhum impacto" sobre o bom estado da economia.

O comitê pede uma limitação ao número de pessoas autorizadas a entrar na Grã-Bretanha, alegando que alguns grupos - os que recebem salários baixos, algumas minorias étnicas e jovens à procura do primeiro emprego - podem sofrer com a concorrência dos imigrantes.

Os ministérios deveriam estabelecer um "grau de limite explícito" para a imigração e regras para manter este limite, recomenda o relatório.

Também sugere uma redução no número de cônjuges e outros familiares autorizados a morar na Grã-Bretanha com um parente já estabelecido.

O relatório rebate a alegação do governo de que imigração é necessária para prevenir a falta de mão-de-obra.

"Olhando para o futuro, se houve este aumento no número de imigrantes e se não houve nenhum benefício econômico disto, é preciso questionar se isso é algo inteligente a se fazer", afirma o coordenador da equipe responsável pelo relatório, Lorde John Wakeham.

"É por isto que nós queremos que o govero examine a questão".

A decisão do governo de usar o Produto Interno Bruto (PIB) como a principal medição da contribuição econômica dos imigrantes foi "irrelevante e distorcida", acrescenta o documento.

O comitê afirma que o parâmetro deveria ser a renda per capita da população.

"A curto prazo, a imigração cria vencedores e perdedores em termos econômicos", afirma.

A Grã-Bretanha registrou uma grande onda de imigrantes na última dácada, em particular de novos membros da UE, como a Polônia.

Leia mais sobre: imigração

    Leia tudo sobre: imigração

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG