técnico , diz secretário-geral da OEA - Mundo - iG" /

Relatório da Interpol foi técnico , diz secretário-geral da OEA

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, ressaltou, nesta sexta-feira, em Lima, o caráter técnico do informe da Interpol, que não encontrou provas de modificação nos arquivos de computador apreendidos das Farc.

AFP |

"Tenho muito respeito pela Interpol, mas o informe emitido foi uma opinião técnica e não se refere à produção, nem ao conteúdo dos documentos encontrados", disse Insulza, em declarações a jornalistas, na V Cúpula União Européia e América Latina, que acontece na capital peruana.

"Não há evidência sobre os documentos", frisou, ao responder a uma pergunta sobre a autenticidade dos textos que, segundo o governo colombiano, ligam as Farc aos governos de Equador e Venezuela.

Insulza, ex-chanceler chileno, evitou se aprofundar no assunto, reiterando seu "respeito pelas investigações realizadas pela Interpol".

O secretário da OEA comentou também que as conversas entre os vice-chanceleres de Colômbia e Equador, nessa cúpula, "registram avanços", após o encontro terça-feira em Lima. No momento, Quito e Bogotá trabalham para estabelecer "medidas de confiança mútua", contou o diplomata.

Insulza relativizou a crise diplomática entre Colômbia, Equador e Venezuela, assim como a crise política que abala a Bolívia, destacando que "não se pode falar de crise andina, porque essa é uma região de paz. Não somos o Zimbábue".

"A região está capacitada para superar seus problemas", insistiu.

ljc/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG