Relação política entre EUA e América Latina deve mudar com Obama, diz Lula

BRASÍLIA - O novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que toma posse nesta terça-feira, deve mudar o relacionamento do país com a América Latina. A avaliação é do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que acredita que o momento político americano é também uma oportunidade para o fim do bloqueio econômico a Cuba.

Agência Brasil |


Os Estados Unidos, durante muito tempo, tiveram uma política equivocada para a América Latina, afirmou em seu programa semanal de rádio Café com o Presidente, ao citar a interferência norte-americana na instalação de regimes autoritários no continente na década 1960.

Para Lula, o olhar de Obama sobre a América Latina deve ser democrático e desenvolvimentista, principalmente para os países da América Central e do Caribe. O presidente disse ainda que não há nenhuma explicação científica para o embargo a Cuba.

É importante que Obama faça um sinal para Cuba. É importante que o bloqueio seja desobstruído para que Cuba possa ter uma vida normal como todos os países, tendo relação com todos os países, apontou.

Na avaliação de Lula, a crise financeira internacional, que nasceu dentro dos Estados Unidos, a busca de um acordo na Rodada Doha, da Organização Mundial do Comércio (OMC), e a negociação pela paz no Oriente Médio são os principais desafios de Obama.

"O dado concreto é que o acordo no Oriente Médio depende muito da política americana. Esse é um problema que o Obama vai ter que dizer com muita competência se quer efetivamente a paz no Oriente Médio, ou não".

Durante o programa, o presidente afirmou que a relação entre Brasil e Estados Unidos pode ser aprimorada.

Vamos continuar com a boa política que temos com os Estados Unidos. Ela é histórica e eu penso que o Obama, se quiser, pode aprimorar essa relação com o Brasil, aperfeiçoar porque se os Estados Unidos são o país mais importante do mundo, o Brasil é o país mais importante da América Latina, comparou.

Leia também:

Leia mais sobre Barack Obama

    Leia tudo sobre: barack obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG