Reis da Suécia e Jobim visitam comunidades indígenas na Amazônia

São Paulo, 27 mar (EFE).- Os reis da Suécia, Carl Gustaf e Silvia, devem visitar amanhã uma comunidade indígena na localidade de São Joaquim, no Amazonas, junto com o ministro da Defesa, Nelson Jobim.

EFE |

O ministro viajou hoje a São Gabriel da Cachoeira, perto da fronteira com a Colômbia, para encontrar com os monarcas e lhes oferecer uma recepção na Segunda Brigada de Infantaria da selva floresta, onde se realiza a exposição de arte "Amazônia".

Antes de seu encontro com a comunidade indígena na localidade vizinha de São Joaquim, os reis e o ministro devem visitar o Hospital de Guarnição de São Gabriel da Cachoeira.

Carl Gustaf e Silvia visitaram ontem a cidade de São José dos Campos (SP), onde conheceram uma fábrica de processamento de etanol de cana-de-açúcar - a Suécia é a principal compradora do biocombustível brasileiro na Europa -, e as instalações da Embraer.

O casal real tem promovido os aviões Gripen NG, da sueca Saab, que disputam uma licitação do Governo frente aos Súper Hornet F/A-18 da americana Boeing e os Rafale da francesa Dassault.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou sua inclinação pelos caças franceses, enquanto Jobim, com base em um relatório técnico da Força Aérea, prefere os suecos.

A pequena São Gabriel da Cachoeira, com 30 mil habitantes e a 852 quilômetros em linha reta de Manaus, foi hoje o epicentro da imprensa internacional com a partida da missão humanitária que receberá em território colombiano os dois reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Helicópteros militares brasileiros transportaram a senadora colombiana de oposição Piedad Córdoba e os membros da delegação coordenada pela Cruz Vermelha Internacional de São Gabriel da Cachoeira até Villavicencio para realizar entre domingo e terça-feira a missão. EFE wgm/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG