Reino Unido registra recorde de incidentes antissemitas após ofensiva de Gaza

O número de atos antissemitas disparou no Reino Unido nos primeiros seis meses de 2009, atingindo um novo recorde: 609 incidentes, segundo dados que serão divulgados nesta sexta-feira por uma organização judaica, que atribui o aumento à ofensiva israelense na Faixa de Gaza.

AFP |

Os 609 incidentes, registrados entre janeiro e junho, são mais que o dobro do mesmo período do ano passado, e superam os 598 contabilizados durante todo o ano de 2006, quando aconteceu a ofensiva israelense no Líbano (julho-agosto). Até agora, é o número mais elevado desde que a organização Community Security Trust (CST) começou a reunir estes dados, em 1984.

"Os judeus britânicos enfrentam um número sem precedentes de ataques racistas e intimidações que ameaçam o bem-estar de nossa, por outro lado, feliz e bem-sucedida comunidade", declarou Mark Gardner, porta-voz da organização, que observa o anti-semitismo e garante a segurança da importante comunidade judaica no país.

A CST explica que parte do recorde é consequência da ofensiva israelense na Faixa de Gaza contra o Hamas, entre dezembro de 2008 e janeiro de 2009. Foram dois casos de violência extrema e 77 agressões violentas, 63 danos a propriedade, 44 envios massivos de literatura anti-semita, 34 ameaças diretas e 391 incidentes de conduta abusiva.

O secretário britânico para Assuntos Exteriores, Ivan Lewis, se declarou "muito preocupado com estes números", e lembrou que seu governo "está firmemente comprometido na luta e na redução de qualquer forma de racismo, incluindo o anti-semitismo".

elm-ra/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG