Reino Unido limita arsenal nuclear para 225 ogivas

Novo ministro de Assuntos Exteriores britânico afirma que é momento de o país ser mais transparente

EFE |

O Reino Unido não armazenará no futuro mais do que 225 ogivas nucleares em seu arsenal, anunciou nesta quarta-feira o ministro de Assuntos Exteriores britânico, William Hague.

AP
William Hague discursa nesta quarta-feira
Em seu primeiro discurso à Câmara dos Comuns como titular do "Foreign Office", Hague disse que chegou o momento de o governo britânico, formado por uma coalizão de conservadores e liberais-democratas, ser "mais transparente" sobre o número total de ogivas nucleares que dispõe.

Ele lembrou que é a primeira vez que o Executivo divulga este dado, o que marcou um "passo significativo" e um reflexo do acordo alcançado pelos conservadores e liberais para a Conferência de Revisão do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (TNP), que ocorre desde o último dia 3 na sede da ONU em Nova York e irá até o dia 28.

O ministro apontou que o número máximo de ogivas operacionais disponíveis nas reservas do Reino Unido se manterá em 160 e assegurou que, no futuro, não excederá 225. Hague assinalou que o governo revisará sua política sobre esse assunto para determinar as circunstâncias de uso dos mísseis nucleares.

"Trata-se de um passo significativo com relação às políticas anteriores, nas quais só se publicavam as ogivas nucleares classificadas como disponíveis", indicou. O governo do Reino Unido, acrescentou, considera que chegou o momento adequado de ser mais "transparente" sobre o armamento nuclear do país.

"Consideramos que isso ajudará a construir um clima de confiança entre os países que têm armas nucleares e os que não as possuem. O propósito de nosso armamento nuclear é dissuadir o ataque", acrescentou.

    Leia tudo sobre: Reino Unidoproliferação nuclear

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG