Reino Unido fecha acordo com EUA para polícia especial no Iêmen

Por Adrian Croft LONDRES (Reuters) - Os Estados Unidos e o Reino Unido concordaram em financiar uma unidade especial de polícia antiterrorismo no Iêmen como parte dos novos esforços para combater o extremismo, declarou o Reino Unido neste domingo.

Reuters |

O atentado frustrado a uma avião de passageiros norte-americano no Natal chamou a atenção dois lados do Atlântico para a ameaça que a Al Qaeda no Iêmen representa.

O gabinete do premiê britânico, Gordon Brown, afirmou que o Reino Unido e os Estados Unidos acordaram em intensificar o trabalho conjunto para reprimir "a ameaça terrorista emergente", tanto no Iêmen quanto na Somália.

"Entre as iniciativas que o primeiro-ministro acordou com o presidente Barack Obama é um financiamento dos dois países para uma unidade especial de polícia antiterrorismo no Iêmen", disse um comunicado.

Os dois países também apoiariam a guarda-costeira do Iêmen, segundo o documento.

Segundo uma porta-voz de Brown, tal financiamento sairá dos compromissos já existentes para o Iêmen.

Umar Farouk Abdulmutallab, o nigeriano indiciado por causa do ataque frustrado ao avião no Natal, disse a investigadores ter sido treinado pela Al Qaeda no Iêmen.

Na sexta-feira, Obama afirmou ser sua prioridade fortalecer as relações com o governo iemenita.

Brown ordenou uma reavaliação da segurança em aeroportos e chamou uma reunião internacional para janeiro em Londres para discutir o Iêmen.

De acordo com o governo iemenita, podem haver até 300 militantes da al Qaeda no país.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG