Reino Unido disponibiliza documentos sobre avistamentos de ovnis

Londres, 14 mai (EFE).- O Arquivo Nacional britânico disponibilizou hoje oito documentos do Ministério de Defesa do país sobre avistamentos de supostos extraterrestres e de objetos voadores não identificados (ovnis) em várias partes do Reino Unido.

EFE |

Os documentos, redigidos entre 1978 e 1987, foram liberados pela primeira vez pelo Arquivo Nacional, que espera disponibilizar outros 150 ao longo dos próximos quatro anos.

Nos textos é relatado o avistamento de uma suposta nave extraterrestre na localidade de Wallasey, centro da Inglaterra, e outra sobre a ponte de Waterloo em Londres.

Esta informação foi considerada tão importante que as autoridades pediram à Polícia e às bases militares aéreas que registrassem quaisquer observações de objetos inexplicáveis.

O principal objetivo do serviço de Inteligência do Ministério da Defesa, no entanto, era saber se os casos de supostos ovnis eram na realidade missões de espionagem disfarçadas de outros países.

Um documento de 1983 afirma que o "único interesse do Ministério da Defesa em relatórios sobre ovnis é estabelecer se revelam algo de interessante para a pasta".

"Os relatórios são levados ao pessoal de operações, que os estudam como parte de seus deveres normais. O Ministério da Defesa não nega que há coisas raras no céu", afirma.

Nick Pope, que trabalhou para a Defesa durante 21 anos e era encarregado de investigar os avistamientos, disse que, "apesar de não haver evidência de pequenos homens verdes nos arquivos, os fatos são de imenso interesse para céticos e crédulos".

"Os avistamientos de ovnis são possivelmente uma má identificação de luzes de aeronaves e meteoritos, mas alguns são mais difíceis de explicar. Há ainda objetos vistos por agentes da Polícia e pilotos, e casos de alguns registrados em radares", acrescentou.

Entre os textos está o caso de um homem que explicou em detalhes seus contatos "físicos e psíquicos" com extraterrestres desde que era pequeno.

Segundo o homem, um dos extraterrestres, a quem chamava de Algar, foi assassinado em 1981 por outros "seres estranhos" quando estava prestes a entrar em contato com o Governo britânico.

Em outro caso, clientes e freqüentadores de um "pub" na localidade de Tunbridge Wells (sudeste da Inglaterra) disseram ter visto um objeto com luzes verdes e vermelhas que se dirigia ao aeroporto londrino de Gatwick.

Um porta-voz do Arquivo Nacional afirmou que estes papéis estão disponíveis ao público em virtude da Lei de Liberdade de Informação, que permite o acesso a documentos em poder do Governo, e também porque há um desejo do Ministério da Defesa de demonstrar que atua de maneira "aberta e transparente".

Segundo os Arquivos Nacionais, o número de denúncias sobre ovnis duplicou depois da estréia do filme "Contatos imediatos do terceiro grau", do diretor Steven Spielberg, em 1977. EFE vg/ev/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG