Reino Unido aprova uso de remédio contra câncer de mama

Londres, 13 jun (EFE).- Um novo remédio contra o câncer de mama que poderia prolongar a vida de muitas mulheres que sofrem com a doença em sua fase avançada foi finalmente autorizado no Reino Unido, conforme foi anunciado hoje.

EFE |

Trata-se do remédio conhecido como Lapatinib (Tykerb), que após ter recebido uma licença européia poderá ser adquirido agora também no Reino Unido com receita de médicos particulares.

Ainda este ano, o Instituto Nacional de Saúde e Excelência Clínica britânico deve decidir se os médicos do Serviço Nacional de Saúde poderão também receitá-los.

Um mês de tratamento com Lapatinib custa atualmente no Reino Unido 1.608 libras (2.027 euros) enquanto o equivalente de Herceptin custa 1.538 libras (1.938 euros).

Segundo Pamela Goldberg, diretora-executiva de uma organização beneficente contra o câncer de mama, cerca de duas mil britânicas poderão se beneficiar do novo remédio.

"O Tykerb ataca especificamente os receptores responsáveis pelo crescimento tumoral", explica Goldberg.

O médico Alexis Willet, de outra organização britânica dedicada à luta contra essa doença, afirmou hoje que as mulheres com câncer de mama avançado têm poucas opções de tratamento.

"O lançamento hoje do Lapatinib (no Reino Unido) dará novas esperanças àquelas mulheres em que se diagnosticou a variante mais agressiva" da doença que "já não responde ao Herceptin", disse Willet.

Outra vantagem do novo remédio é que ele pode ser administrado em forma de cápsulas, o que reduz o número de visitas hospitalares necessárias e melhora a qualidade de vida dos pacientes.

Fabricado pelo laboratório britânico GlaxoSmithKline, o Lapatinib (Tykerb) recebeu há um ano a aprovação das autoridades sanitárias suíças para certos grupos de pacientes em estado avançado da doença e que não respondem a outros tratamentos. EFE jr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG