Reino Unido anuncia adiamento da retirada prevista de tropas do Iraque

Londres, 1 abr (EFE).- O ministro da Defesa do Reino Unido, Des Browne, anunciou hoje um adiamento na retirada prevista de tropas do Iraque, como conseqüência da deterioração da situação de segurança na província iraquiana de Basra.

EFE |

Em declaração na Câmara dos Comuns, o ministro disse que o número de militares britânicos no Iraque permanecerá em torno dos 4.000, enquanto continuarem as condições atuais.

O primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, tinha anunciado em outubro passado a intenção de seu Governo de reduzir o número de soldados para 2.500 a partir deste primeiro semestre.

No entanto, os confrontos registrados na semana passada entre as milícias leais ao clérigo Moqtada al-Sadr e o Exército iraquiano fizeram o Executivo britânico mudar de planos.

Browne disse que, já antes dos combates da semana passada, o conselho dos comandantes militares indicava que poderiam não ser possíveis as retiradas de tropas previstas no anúncio do primeiro-ministro de outubro passado, mas afirmou que este continua sendo o plano do Governo.

"À luz dos fatos da semana passada, no entanto, é prudente que detenhamos qualquer nova redução, enquanto continua a situação atual", afirmou o titular da Defesa.

"É absolutamente correto que os comandantes militares revisem os planos quando as condições no terreno mudam", acrescentou Browne.

Basra, situada 550 quilômetros ao sul de Bagdá, é a segunda cidade mais importante do país e o principal centro exportador de petróleo do Iraque.

Durante a semana passada, Basra foi o cenário de duros confrontos entre as milícias leais ao clérigo Moqtada al-Sadr e o Exército iraquiano, que se saldaram com a morte de pelo menos 210 pessoas e grandes danos à infra-estrutura da província. EFE ep/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG