Rei jordaniano pede a Netanyahu que aceite Estado palestino

O rei jordaniano Abdullah II pediu nesta quinta-feira ao primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu que aceite a criação de um Estado palestino, durante uma reunião em Amã, informa um comunicado divulgado pelo Palácio Real da Jordânia.

AFP |

"O rei pediu ao governo israelense que proclame o compromisso com a solução de dois Estados, que aceite o plano de paz árabe e que adote medidas concretas para avançar para uma solução do conflito israelense-palestino", destaca o documento.

O plano de paz árabe, de inspiração saudita, propõe a Israel a normalização das relações com todos os países árabes em troca da retirada dos territórios ocupados pelo Estado hebreu depois da Guerra dos Seis Dias de 1967.

O comunicado completa que Abdullah II pediu a Netanyahu a retomada rápida das negociações sérias com os palestinos, com o objetivo de chegar à solução de dois Estados, "pois esta alternativa é a única capaz de concretizar a paz na região".

A visita de Netanyahu não havia anunciada com antecedência.

Este foi o primeiro contato entre o rei Abdullah e o premier israelense desde que Netanyahu tomou posse em 31 de março, à frente de um governo de direita nacionalista contrário à criação de um Estado palestino.

rb-pa-/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG