Rei do Marrocos ordena criação de comitê para descentralizar seu país

Rabat, 30 jul (EFE).- O rei Muhammad VI do Marrocos ordenou hoje a criação, em um curto prazo, do que chamou de Comissão Consultiva para Regionalização, que deverá estabelecer as bases de um plano de descentralização do país, começando pelo território do Saara Ocidental.

EFE |

Em discurso à nação, em ocasião do 10º aniversário de sua coroação, Muhammad VI disse que a comissão "deverá fazer uma profunda reflexão sobre as vias e meios para fazer de nossas províncias do Sul (Saara Ocidental) um verdadeiro modelo de regionalização avançada".

"Esperamos que esta comissão submeta a nossa alta apreciação, dentro de alguns meses, uma concepção geral do que poderia ser o modelo marroquino de uma regionalização avançada, assegurada por conselhos democráticos, dentro do marco de uma repartição coerente de competências entre o centro e as regiões", acrescentou.

Sobre a iniciativa de autonomia para o Saara Ocidental, proposta pelo Marrocos como única alternativa para solucionar o conflito, Muhammad VI afirmou que, através da proposta, "reforçamos ainda mais a unanimidade nacional em torno da preservação da integridade territorial de nosso país".

Muhammad VI reafirmou sua vontade de normalizar as relações com a Argélia, mas considerou que está "marcada principalmente pela obstinação das autoridades argelinas na manutenção do fechamento unilateral das fronteiras terrestres", desde 1994.

O rei fez também um balanço sobre sua década de reinado, na qual, segundo ele, "o Marrocos franqueou, em matéria de construção democrática e de desenvolvimento, períodos principais que marcam um ponto de inflexão importante na história do reinado". EFE er-mgr/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG