Rei do Marrocos indulta 502 pessoas por ocasião da Festa do Sacrifício

Rabat, 8 dez (EFE).- O rei Muhammad VI do Marrocos concedeu indulto a 502 pessoas por ocasião da Aid al-Adha (Festa do Sacrifício), e delas 192 obtiveram indulto total e as outras se beneficiaram de reduções de pena, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Em sua decisão, estão incluídos de indultos totais sobre as penas de reclusão pendentes até reduções de pena e exoneração de multas impostas, afirma um comunicado do Ministério da Justiça marroquino.

O maior indulto concedido até o momento por Muhammad VI aconteceu devido ao nascimento de seu primeiro filho, o príncipe herdeiro Moulay Hassan, em maio de 2003, quando 47,988 mil condenados se beneficiaram de um indulto total ou parcial.

Os indultos concedidos por ocasião das principais festas nacionais ou religiosas como esta servem também para descongestionar as lotadas prisões do Marrocos. EFE mgr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG