Bruxelas, 22 dez (EFE) - O rei da Bélgica, Alberto II, aceitou a renúncia do Governo liderado pelo democrata-cristão Yves Leterme, apresentada na sexta-feira passada pelo escândalo envolvendo o banco Fortis.

Segundo a agência de notícias "Belga", o monarca pediu ao Governo que, por enquanto, continue realizando as gestões correntes, enquanto seguem as negociações para buscar um substituto ao primeiro-ministro. EFE mrn/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.